Útero artificial projetado para bebês prematuros funciona em cordeiro

Útero artificial funcionou com sucesso em animais pela primeira vez, num avanço que poderia transformar as vidas dos humanos recém-nascidos mais frágeis.

Cordeiros nascidos no equivalente a 23 semanas em uma gravidez humana mantiveram-se vivos e pareciam desenvolver-se normalmente dentro do útero artificial durante quatro semanas após o nascimento. Os médicos disseram que a abordagem pioneira poderia melhorar radicalmente os resultados para bebês nascidos tão cedo que não podem respirar, alimentar ou combater infecções sem ajuda médica.

Ao longo de suas quatro semanas no útero artificial, o cordeiro começou a criar lã, ganhou peso, e até abriu os olhos.

O autor principal desse projeto é o cirurgião fetal doutor Alan Flake, no Children’s Hospital of Philadelphia (CHOP).

A versão humana terá a aparência de uma incubadora cheia de líquido, com uma cobertura escura e interior, e o bebê seria monitorado por câmeras. Segundo Alan Flake, essa configuração provavelmente será menos angustiante para os pais do que a situação atual em que os bebês frágeis geralmente sofrem uma série de procedimentos invasivos, incluindo intubação e cirurgia.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: