Pesquisadores anunciam eliminar HIV em animais

A proeza foi de uma equipe de pesquisadores da Universidade Temple, na Filadélfia. Eles anunciaram conseguir reeditar os genes do HIV presentes em camundongos vivos infectados, de forma a evitar que o vírus continue a se replicar, eliminando a síndrome.

O grupo de pesquisadores Wenhui Hu, Kamel Khalili, Laura H. Carnell e Won-Bin Young, já haviam publicado um artigo em 2016 a respeito da técnica, mas este ano seus esforços foram ainda mais além.

A técnica utilizada, chamada de Crispr, é usada por bactérias para se defender de ataques contra vírus. As bactérias reescrevem os genes inseridos pelos vírus, impedindo sua multiplicação. Segundo Khalili, diretor do departamento de neurociência da universidade, a eficiência da edição de genes nos camundongos foi de 96 %, sendo a primeira evidência para a eliminação do HIV. Trata-se da “cura funcional”, e o vírus não consegue mais se reproduzir.

A AIDS foi observada clinicamente pela primeira vez em 1981 nos EUA. Hoje se estima que no 36,7 milhões de pessoas vivem com AIDS, das quais 1,8 milhões são crianças. Pesquisas como essas são, sem dúvida, uma grande esperança para a epidemia mundial.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: